Beudis Matínez é pescador desde os dez anos de idade, mas só agora não encontra quem compre seus peixes. Não com dinheiro, pelo menos.

Mas ele está satisfeito, pois conseguiu trocar 24 kg de sardinha por um pacote de leite em pó para alimentar seu filho.

Esse tipo de transação se tornou comum no mercado Los Cocos de Puerto La Cruz, uma das cidades mais importantes da Venezuela.

Matínez, como muitos outros pescadores, passou a aceitar trocar sua mercadoria não por dinheiro, mas por outros itens, preferencialmente alimentos. Trata-se de uma forma moderna de escambo, a modalidade comercial das sociedades primitivas, que voltou a ser praticada na Venezuela.
Afetados há alguns anos pela escassez de dinheiro em espécie e por uma hiperinflação que corrói o valor do bolívar, a moeda nacional, muitos venezuelanos, sobretudo no interior do país, têm encontrado no escambo uma forma de se abastecer.

Fonte: BBC Brasil.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

©Desde 1985 ASPRA Sergipe. Desenvolvido por: SergipeTecth Soluções em Websites

CONTATO

Deixe sua mensagem que teremos o prazer em responder.

Enviando

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?